Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia

:: Dicas

Estrias e celulite em crianças, conseqüências da vida moderna

Os médicos dermatologistas têm atendido, com bastante freqüência, casos de meninas e meninos que, antes dos 12 anos, já apresentam as inconvenientes estrias e celulite. Os tempos modernos trouxeram fortes mudanças nos costumes, afetando diretamente a alimentação, e a larga incidência destes problemas em idade precoce é assustador. Tal fato tem levado os médicos a realizarem estudos amplos que expliquem os fatores desencadeadores destes quadros.

Contrariando a crença popular, as estrias não estão ligadas ao aumento de peso, e sim ao metabolismo hormonal. O hormônio cortisol (cortisona), produzido pelo ser humano em baixa escala, tem o potencial de causar estrias. Durante certas fases da vida, em especial na pré adolescência (em tomo dos 9 aos 11 anos), há uma produção maior desta substância. Nas meninas, este processo é conhecido por adrenarca, sendo anterior à menarca, que caracteriza a primeira menstruação. Neste período, os ovários começam a fabricar os hormônios femininos e a glândula adrenal (supra-renal) despeja altas doses de cortisol no organismo das meninas, provocando estrias nas coxas, nádegas e seios.

Os meninos também estão sujeitos a alterações hormonais e podem apresentar estrias, porém em outros lugares, como braços e costas. É importante lembrar ainda que alguns fatores externos são responsáveis pelo aparecimento de estrias, como altas doses de cortisona para tratamento de alergias e bronquites e até roupas justas e apertadas.

A celulite é outro problema que tem surgido em idade precoce. Nas meninas, ela é quase inevitável, uma vez que os hormônios femininos facilitam a retenção de líquidos e o aumento de tecido gorduroso. Em contrapartida, os meninos apresentam pouquíssima celulite.

O ideal, tanto para estrias e celulite, ainda é a prevenção. As mães devem ficar atentas para garantir aos filhos uma alimentação nutritiva e saudável, a prática moderada de exercícios e instruí-los a usarem roupas confortáveis. Também é importante que as crianças não recebam medicamentos (incluindo suplementos vitamínicos) sem controle médico, pois alguns remédios propiciam a formação de celulite.

Um tratamento para os casos mais graves de estrias pode ser a subcisão, que consiste em introduzir uma agulha de porte médio e provocar um "ferimento" na derme. Desta forma, durante o processo de cicatrização, que leva cerca de 15 dias, o organismo produz uma quantidade maior defibras. A subcisão deve ser feita por médicos, no consultório, sob anestesia local.

Outra solução pode ser a aplicação de ácido retinóico, um tratamento seguro e eficaz para estrias e cicatrizes. Também deve ser ministrado por especialistas, pois trata-se de um medicamento.

Para a celulite, a arma mais usada para esta idade precoce ainda é a drenagem linfática e uso de cremes locais, associados à alimentação balanceada e exercícios.

Existem ainda outras técnicas, como mesoterapia, galvanumpuntura, peelings, eletrolipoforese e ultra-som. Porém devem ser avaliadas com rigoroso critério, levando em conta os efeitos colaterais e a tenra idade dos pacientes.

 

 

 



 

 

 

 

voltar

 

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados