Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia
Dermatologista - Clínica Denise Steiner - Dermatologia

:: Publicações

Doenças de Pele

Acne

A acne é uma afecção dermatológica freqüente entre os adolescentes. Em geral, inicia-se na puberdade podendo afetar adultos jovens e persistir por longo período se não tratada. A cura não é facilmente obtida e o tratamento costuma ser prolongado. Deste modo, o sucesso de um tratamento também depende da persistência e colaboração do paciente.

Apesar da existência de muitas formulações para o tratamento da acne, a orientação médica é fundamental. Somente o médico poderá diagnosticar e definir o tratamento ideal e mais adequado para o seu caso.

Causas e tipos de acne

A acne é uma doença que acomete os folículos pilossebáceos, que são "poros" existentes na pele. A hiperatividade das glândulas sebáceas é o principal fator na formação da acne. Esta produção exagerada de sebo misturada a outras substâncias forma um tipo de "tampão" que provoca a obstrução do "poro". Assim, é impedida a saída natural das células mortas e bactérias que normalmente aí se encontram. As alterações hormonais que ocorrem na puberdade, principalmente o aumento do hormônio masculino (androgênio), são uma das principais causas da produção excessiva de sebo.

Outro fator importante, é a hiperqueratinização, o seja, a produção excessiva de células mortas contendo uma substância chamada queratina. Essas células unem-se ao sebo colaborando na obstrução dos "poros".

O resultado de todos esses fatores é a formação de pequenos pontos brancos ou negros elevados sobre a pele, denominados "comedões". A medida que a glândula continua a secretar sebo e a via de saída está obstruída, as paredes laterais da glândula dilatam-se. O "comedão" transforma-se, então, em espinha.

Até aqui a acne é leve com poucos sinais inflamatórios, é a chamada acne comedoniana ou grau I.

Com a obstrução do "poro" pode ocorrer proliferação bacteriana dentro da glândula sebácea, resultando em inflamação e infecção dentro e ao redor dos folículos pilossebáceos. Esta formação recebe o nome de pápula e quando possui secreção purulenta de pústula. A presença de pápulas e pústulas superficiais e profundas caracterizada, respectivamente, a acne pápulo-pustulosa superficial (grau II) e profunda (grau III).

Quando ocorre o desenvolvimento de lesões mais graves em forma de nódulos ou cistos trata-se de acne nódulo-cística ou grau IV.

A acne ocorre em áreas onde existe maior número de glândulas sebáceas: face, tórax, ombros e dorso.

O fator psicológico ocasionado pela acne é muito importante devido ao aspecto estético desagradável e possíveis seqüelas. 

Tratamentos para a acne

Existem diversos tratamentos para a acne e a escolha do método mais adequado baseia-se no quadro clínico, que varia de indivíduo para indivíduo.

Recomenda-se sempre consultar um médico dermatologista para avaliação clínica e prescrição do tratamento adequado.

Basicamente existem dois tipos de tratamentos: o tratamento tópico, ou seja, medicamentos que são aplicados diretamente sobre a pele, e o tratamento oral, ou seja, através de medicamentos tomados por boca.

Como a acne é uma doença que acomete a pele, o tratamento tópico é o mais empregado. Os medicamentos orais são mais utilizados em casos graves ou específicos.

Tópicos

Tretinoína

Trata-se de um derivado da vitamina A de aplicação local. A maioria dos produtos com tretinoína é em forma de gel.

A tretinoína possui importante ação queratolítica, ou seja, atua contra a hiperqueratinização. Também exerce ação leve e indireta sobre a proliferação bacteriana nas glândulas sebáceas. Deste modo, os produtos com tretinoína são mais indicados no tratamento das formas não inflamatórias de acne (pontos brancos e negros). No início da terapia pode ocorrer irritação da pele, que agrava-se a exposição solar.

Peróxido de Benzoíla

O Peróxido de Benzoíla é um exfoliante que combate a inflamação e a infecção bacteriana, não influenciado a produção de sebo. Tem como inconveniente irritação e descamação excessiva da pele.
Trata-se de um medicamento de aplicação tópica que pode ser usado especialmente nas formas inflamatórias da acne (por exemplo, acne pápulo-pustulosa).

Ácido Azelaico

O ácido azelaico é um tratamento para a acne que possui três diferentes mecanismos de ação. Possui efeito queratolítico, ou seja, promove a desobstrução de "tampão" de queratina e sebo. Além disso, possui ação antibacteriana e antiinflamatória, eliminando eficazmente as bactérias associadas à acne e diminuindo a inflamação.

Antibióticos

Existem alguns antibióticos de aplicação tópica, como por exemplo a clindamicina ou a eritromicina. Em geral esses produtos são em forma de solução e servem para combater a infecção bacteriana e a inflamação.

Orais

Antibióticos orais como a minociclina são utilizados com sucesso no tratamento de formas graves de acne. Ocasionalmente, podem ocorrer efeitos colaterais como distúrbios gastrointestinais. Existe a possibilidade de ocorrer resistência bacteriana ao antibiótico, deste modo, tornando-os ineficazes.

Tratamentos Hormonais

Uma das principais causas da acne é a produção excessiva de sebo devido ao excesso de androgênios. Deste modo, outra opção de tratamento é o emprego de substância capaz de antagonizar os efeitos dos androgênios. Assim, um componente antiandrogênio elimina eficazmente a influência dos androgênios, reduzindo acentuadamente a produção de sebo. No momento, os tratamentos hormonais são apenas disponíveis para as mulheres. Para que não ocorra irregularidades no ciclo menstrual, o antiandrogênio deve ser tomado juntamente com estrogênio, o hormônio feminino. Entre um produto no mercado que associa um antiandrogênio com estrogênio (DIANE® 35), que além de proporcionar excelente resultado no tratamento da acne, oferece também proteção contraceptiva eficaz. Após alguns meses de tratamento, observa-se rápida melhora do quadro clínico com desaparecimento da aparência oleosa da pele e cabelo e das lesões características da acne. 

Consulte seu médico para saber qual o melhor tratamento para você, não se automedique!

1. Quem tem mais acne, o homem ou a mulher?
2. Quais são as causas da acne?
3. Que medidas de higiene devem ser tomadas para a acne?
4. Posso usar maquiagem mesmo tendo acne?
5. Há uma dieta especial para quem sofre de acne?
6. Eu tenho acne. Devo consultar um médico?
7. Tenho acne. Posso tomar banho de sol?
8. Tenho que mudar meu estilo de vida por causa da acne? 
9. Há produtos que causam ou agravam a acne?
10. Eu posso espremer os pontos de acne?
11. Que posso fazer para curar rapidamente a acne?

 

1. Quem tem mais acne, o homem ou a mulher?
A acne aparece quase que nas mesmas proporções em homens e mulheres.

2. Quais são as causas da acne?
A acne apresenta vários fatores de predisposição: hereditários, hormonais e psicológicos. A acne é uma afecção dermatológica freqüente entre os adolescentes. As alterações hormonais que ocorrem na puberdade, principalmente o aumento do hormônio masculino (androgênio), são uma das principais causas da produção excessiva de sebo. Esta produção exagerada de sebo misturada a outras substâncias forma um tipo de "tampão" que provoca a obstrução do "poro". Assim, é impedida a saída natural das células mortas e bactérias que normalmente aí se encontram dando origem a acne.

3. Que medidas de higiene devem ser tomadas para a acne?
Recomenda-se lavar a área afetada uma vez pele manhã e outra à noite. De preferência com água fria e sabão neutro.

4. Posso usar maquiagem mesmo tendo acne?
Use o mínimo de maquiagem possível. Se for imprescindível, você deverá usar maquiagem à base de água e evitar cosméticos à base de óleo.

5. Há uma dieta especial para quem sofre de acne?
Basicamente, é possível comer de tudo com moderação, desde frutas até doces e massas. Somente se for comprovada relação entre algum alimento e a condição de sua doença (por exemplo, um alimento que aumente o número de pontos) é que tal alimento deverá ser evitado.

6. Eu tenho acne. Devo consultar um médico?
Sim, a ajuda do seu médico é fundamental. Somente ele poderá fazer um diagnóstico exato e definir o tratamento ideal para o seu tipo de acne.

7. Tenho acne. Posso tomar banho de sol?
Sim, pode. Procure desfrutar moderadamente do ar livre e do sol. O uso de um filtro solar sem óleo é recomendado.

8. Tenho que mudar meu estilo de vida por causa da acne?
Depende, não se esqueça dos fatores psicológicos da acne. Você deve dormir bem, o cansaço e o estresse são grandes aliados da acne.

9. Há produtos que causam ou agravam a acne?
Alguns produtos podem agravar a acne, como por exemplo o iodo. Evite as soluções pós-barba, os adstringentes e colônias pós-banho. Não utilize cremes de barbear que contenham álcool, tudo isso pode causar ardor durante o tratamento.

10. Eu posso espremer os pontos de acne?
Não aperte nem esprema as lesões da acne já que você causará um dano ainda maior à pele, podendo provocar cicatrizes permanentes.

11. Que posso fazer para curar rapidamente a acne?
Você deve levar em conta que a cura da acne não é fácil e que nenhum tratamento consegue tal cura da noite para o dia. Na maioria dos casos, o tratamento deve ser mantido por quatro meses ou mais; você deve ter paciência e seguir rigorosamente as recomendações do médico. A sua colaboração é o fator mais importante durante o tratamento.

 

 

 

 

 

voltar

2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados
2004 © - Dermatologia - Dra. Denise Steiner - Dermatologista - Todos os direitos reservados